search
top

A4

      A literatura para Piano a 4 Mãos exerce um estranho encanto sobre a cultura musical. Qual a essência dessa fascinação que nos advém ao contemplarmos 4 mãos ao teclado? Seria de ordem estética, pela simetria e sincronia de movimentos? Seria pela atmosfera sonórica ampliada pelo número de harmônicos e por ser explorada todas as regiões do teclado?
      As razões para tal encantamento variam das explicações mais simples às mais excêntricas.

      De qualquer forma, apaixonados pelos ensaios e tendo em vista as técnicas da música em conjunto, buscamos um objetivo em comum: que nossa música seja ouvida e sentida a 2 mãos, pois acreditamos que aí reside a transcendência desta magia artística. Considerando a saturação de obras pianísticas já consagradas através da música ao vivo e pelo mercado fonográfico, buscamos também um repertório variado e por vezes inusitado.

Obras que compõem o Repertório do A4:

  • L.V.Beethoven, Allegro con brio do 1º mov. da Sinfonia nº 5;
  • W.A.Mozart K 608, Fantasia nº 2 em Fá menor;
  • R. Schumann op. 66, Cenas do Oriente;
  • S.Rachmaninoff, Suíte op.11 (6 peças);
  • F. Mignone, Congada;
  • Calimério Soares, Batuccata;
  • R.Miranda, Tango.

Contatos:


      Alan Barcelos Ribeiro

Alan Barcelos Ribeiro é formado no Curso Técnico em Piano pelo Conservatório Estadual de Música J.K.de Oliveira de Pouso Alegre e atualmente também é aluno nos cursos de Canto e Violino.
      Exerce inúmeras atividades musicais no Conservatório, sendo profº de Violino no 1º Grau, Violinista da Orquestra de Câmara da Cidade e atua como pianista em diversas formações.
      Paralelamente às suas atividades artísticas, exerce seus trabalhos jurídicos como Conselheiro Tutelar em Cachoeira de Minas e integra a equipe jurídica da APAC (Associação de Proteção e Assistência ao Condenado).
      Formado pela Faculdade de Direito do Sul de Minas (FDSM) atualmente é aluno na pós-graduação em Direito Público pela ANAMAGES.
      Foram seus professores de piano: Manoel Correia, Cláudia Elizana, Wilma Andery e Cristiane Buosi.


      Cristiane Buosi

      Cristiane Buosi é bacharel em Piano e Órgão de Tubos pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), tendo concluído ambos os cursos em 1996. Licenciada em Música pela UNINCOR de Três Corações e Pedagogia pela UNIVAS.
      Atualmente desenvolve intensa atividade musical em Pouso Alegre, onde exerce os seguintes cargos: Professora de Piano para alunos do Ensino Médio no Conservatório Estadual local, pianista e cravista do Lê Bizarre (grupo de música Antiga e Contemporânea) e pianista da Orquestra Municipal local.
      Como concertista, apresentou-se com a Camerata do Conservatório sob as regências de Leonel Gonçalves e Amaury Vieira. Em diversas ocasiões, apresentou-se com a Orquestra Sinfônica de Bragança Paulista, com a Orquestra Experimental do CEMPA, com a Orquestra Sinfônica Paulista de Magistrados sob a regência de N. Campos.
      Em 1990, recebeu o 2º lugar no II Concurso de Interpretação de Música Brasileira para Piano Arão Sahm, em São Paulo.
      Grande parte de seu trabalho é voltada ao estudo de técnicas de ensino para o público infanto-juvenil, tendo participado de diversos cursos específicos na área pedagógica dos métodos Kodaly, Kurtág, V. Gainza, Maria de Lourdes Junqueira entre outros.
      Como pesquisadora, foi bolsista pela CNPq/PIBIC, desenvolvendo trabalho de pesquisa sobre “As doze Valsas de Esquina”de F. Mignone, com apresentação da mesma no VIII Congresso de Iniciação Científica, no Campus de Guaratinguetá-SP, bem como sua publicação no registro de resumos das pesquisas de 1996 da UNESP.
      Trabalha na divulgação da música contemporânea tendo participado de várias apresentações de compositores como E. Villani Cortes, A. Celso Ribeiro, Calimério Soares, Edson Zampronha, entre outros.
      Foram seus professores: Maria de Fátima Pimentel, Antonio Delorenzo, Leonor Alvim, Beatriz Balzi, José Luís Aquino, André Rangel e Marisa Lacorte.

top